Aapesar de ser uma situação horrível, o bloqueio criativo pode nos ensinar muito, principalmente sobre nós mesmos. Basta prestar atenção nele e cuidadosamente buscar sua origem. Quando tentamos escrever algo e não conseguimos continuar, a solução pode ser bem fácil: não estamos prontos para escrever sobre o assunto ou, na verdade, não queremos escrever sobre ele.

A melhor maneira de descobrir a resposta é tentando seguir em frente. O resultado, seja o sucesso ou o fracasso, será o melhor mestre sobre nossa possível falta de preparo ou de vontade oculta.

O problema pode ser bem específico:

  • Estamos insistindo em um personagem com quem não nos importamos
  • Escrevemos apenas para realizar as expectativas de outras pessoas, ignorando nossa própria vontade
  • Não estamos preparados psicologicamente para a carga emocional de determinada cena

Não importa o caso, a solução é sempre a mesma – retroceder até encontrarmos novamente o que nos fascina, até voltarmos ao caminho que nos trouxe à escrita.

Escrever sobre o que gostamos, escrever para nós mesmos, escrever o que realmente queremos, e não o que pensamos que os outros querem ler.