Eesperar pela inspiração é o que mais pode paralisar qualquer criador. O único resultado dessa espera é acumular primeiros capítulos de centenas de histórias e nunca terminar nada. As ideias para as histórias sempre chegam, e às vezes um pouco de inspiração vem junto, então começamos a escrever um pouco. Depois deixamos de lado e esperamos por mais inspiração para continuar, mas aí já tivemos outra ideia… e o ciclo se repete.

Escreva todos os dias. Não se preocupe com qualidade, consistência e continuidade — isso faz parte da revisão. Não existe hora boa para criar. Não espere pela “musa”, porque ela provavelmente não vai aparecer. A inspiração acaba se tornando uma desculpa conveniente e trágica para não criarmos nada.

Permissão para escrever mal

Quando se forçar a criar e for um daqueles dias péssimos, quando tudo parecer horrível, você tem toda a permissão do mundo para criar um péssimo trabalho. Porque por pior que seja a criação do dia, ela será melhor que um projeto imaginado. Escreva qualquer porcaria, mas escreva. Preocupe-se com a qualidade quando terminar todo o projeto e começar a editá-lo.

Nenhum escritor despeja maravilhas na página de primeira. Seu autor favorito também pena, sofre, se esforça, sua e escreve versões péssimas. Mas ele tem a disciplina de chegar até o fim e depois ajeitar a bagunça.

Não tenha medo de “fazer errado”, porque não há maneira errada de contar uma história. Não há regras. Faça o que tem vontade.

Esqueça a inspiração. Deixe as musas para a mitologia grega. Escreva sempre e não desista, porque é a única maneira de terminar um projeto. Escreva mal, divirta-se e aproveite a jornada do aperfeiçoamento.

Inspiração é para amadores. O restante de nós simplesmente se levanta e vai trabalhar.

— Chuck Close