Hhá dias em que a escrita não sai nada, nada bem. Você odeia as palavras, nada faz sentido e você se pergunta por que, no fim das contas, começou a escrever.

Relaxe. Não se leve tão a sério. Se existe um conselho bom é “não se leve tão a sério”. Anote isso e leia toda vez antes de escrever.

Não é só com a escrita — qualquer pessoa do mundo passa por péssimos dias criativos. Lembre-se de que essa não é a regra. As coisas vão melhorar. Reconheça o estado em que as coisas se encontram, reconheça que o conteúdo do dia não está bom e continue mesmo assim. Se uma frase, parágrafo, página ou capítulo estão uma merda, acontece.

Se for sua primeira versão do livro, então ótimo — ela deve ser uma merda, mesmo. O objetivo é apenas escrever. Se estiver na revisão e não conseguir melhorar as partes ruins, não tem problema. Dias melhores virão. É sério.

Não deixe um momento de dúvida te impedir de criar o conteúdo incrível que ainda está por vir. Um dia ruim não significa uma obra ruim nem uma vida ruim.

Pare, respire, tome um café e continue escrevendo.

“Um dia de escrita ruim é sempre melhor que um dia sem escrever.”

— Don Roff